(31) 3683-1021 | 3683-1285

Siga nos nas rede sociais

Mesmo com suspensão do Governo, Jaboticatubas continua a executar cirurgias eletiva

No último mês, o governo de Minas Gerais anunciou a interrupção da liberação de novas autorizações para cirurgias eletivas no estado. A notícia afetou muitos pacientes que estavam com todos os procedimentos em fase final para a realização de cirurgias.

A justificativa foi que o recurso federal repassado já havia sido executado pelos municípios, sendo necessária nova publicação por parte do Ministério da Saúde para custeio do programa, tendo em vista que foram realizados procedimentos além do que estava previamente programado.

A cirurgia eletiva não possui caráter de urgência mas necessita de marcação para ser realizada. O procedimento pode ser de média e alta complexidade. Em Jaboticatubas, 46 cirurgias de catarata aguardavam por uma marcação. Segundo o Secretário de Saúde Arlen Marques, para que os pacientes não percam os exames já realizados, a prefeitura irá custear essas cirurgias. “Pretendemos zerar a fila de catarata no município. Existem pacientes que aguardam há pelo menos 4 anos pelo procedimento. Todos já realizaram os exames e alguns estão até com o risco cirúrgico agendado. Não podemos deixar que eles percam os exames e continuem aguardando na fila. Iremos executar toda demanda de catarata com recursos próprios e pretendemos zerar a fila até setembro. Este é um compromisso do prefeito Eneimar e da gestão”, garante.

De acordo com o secretário, outras demandas como consultas com urologistas e cirurgias de hérnia também estão sendo realizadas através de parcerias. “Conseguimos com a prefeitura de Sabará uma parceria para realizar 34 cirurgias de hérnia, 113 consultas com urologista e 31 cirurgias de laqueadura tubária que também esperamos zerar a fila neste procedimento. Os exames serão realizados em Jaboticatubas e as cirurgias em Sabará. Tudo a custo zero. Também conseguimos através do consórcio Cisrec, 60 consultas mensais com cardiologista, que serão pagas com recursos próprios”, ressalta Arlen.

 

on 12 Agosto 2019
Acessos: 114